Decidir iniciar um negócio próprio no mundo do franchising é, para muitos, a melhor forma de empreender. Neste artigo exploramos as principais vantagens e desvantagens do franchising para o franchisado.

 

Vantagens do franchising para o franchisado

 

  • Nunca está sozinho, pois está integrado numa rede dinâmica
  • Corre menos riscos, porque tem acesso a todo o know-how do negócio, testado e aprovado.
  • O arranque do negócio será mais rápido do que se começasse do zero
  • Tanto o franchisado como os seus colaboradores recebem formação gratuita do franchisador
  • Tem acesso ao suporte tecnológico por detrás da gestão da marca
  • Acesso a financiamentos bancário com taxas mais baixas
  • Tem acesso aos padrões de controlo de qualidade da rede
  • Há pouca necessidade de capital operacional para investir na marca
  • Como utiliza uma marca já reconhecida no mercado, já dispõe de uma carteira de clientes fiel à marca
  • Tem direito a um serviço de consultoria que ajuda a resolver problemas desde o início da abertura do negócio, bem como no decorrer do mesmo
  • Apoio pré-abertura: escolha do local, conceção, financiamento, formação, etc
  • Apoio contínuo: publicidade, assistências operacionais, supervisão e gestão contínua, etc.

Desafios do franchising para o franchisado

 

  • Ter de seguir as regras para garantir o sucesso da franquia
  • Se o plano de negócios não estiver bem realizado, ou o franchisador não estiver à altura, pode lidar com expetativas falhadas ao inicialmente acordado
  • Elevada dependência da empresa em relação ao franchisador
  • Rescisão do acordo de franchising por parte do franchisador
  • Só poderá atuar no território que ficou definido em conjunto com o franchisador
  • Pouca independência em relação ao franchisador
  • Geralmente, deve adquirir os produtos e serviços junto dos fornecedores indicados pelo franchisador
  • Pagamento das taxas impostas, incluindo royalties e/ou as taxas de publicidade