Um franchisado tem o poder de contribuir para o crescimento da imagem da marca, mas também a pode denegrir. Como tal, e para que o negócio corra bem para ambos, franchisado e franchisador, o franchisador deve estar disponível para ajudar o franchisado de diversas formas.

Que tipo de apoio deve o franchisador prestar ao franchisado?

Por um lado, deve ser ele a formar o franchisado de forma a que ele obtenha toda a informação e formação necessária antes e durante a abertura do negócio. Esse serviço de assistência, acompanhamento e transmissão do know-how é fundamental para a implementação com sucesso do franchising.

Por outro lado, o franchisador deve garantir que tem os meios para continuar a desenvolver e aperfeiçoar os seus produtos e serviços, para que o negócio seja continuamente melhorado também para os seus franchisados.

Nesse sentido, cabe ao franchisador acompanhar a rede de franchisados de forma a manter a imagem da rede e a uniformidade entre franchisings.