História do Franchising

O franchising não é um conceito recente. Há quem considere que a primeira estratégia de franchising terá surgido com a igreja católica (Carvalhosa, 2011). Outros autores, como Justis & Judd (1989), remetem a sua origem para a Idade Média.

Como modelo de negócio, o franchising surgiu nos Estados Unidos da América na por volta de 1852 através da marca Singer Sewing Machines Co e da distribuição das suas máquinas de costura SINGER neste modelo de franchising. Alguns anos depois, a General Motors utilizou o mesmo sistema para aumentar a venda de automóveis, criando o que mais tarde viria a se chamar Concessionária de Veículos. Em 1899, a Coca-Cola criou o primeiro franchising de produção, outorgando a licença para empresários e grupos empresariais interessados em produzir e comercializar refrigerantes, não só nos Estados Unidos da América como também em outros países.

Desde então, o conceito de franchising expandiu-se, internacionalizou-se e implementou-se como uma das principais formas de empreendedorismo em todo o mundo. Em Portugal, foi na década de 80 que o franchising apareceu, começou a ter maior relevância no cenário econômico nacional, consolidando-se na década de 90, quando marcas nacionais passaram a competir com as estrangeiras.

Em agosto de 1987 é fundada a Associação Portuguesa da Franchise, pela mão do Dr. Rogério Tavares, sendo a primeira diretora geral a jornalista Júlia Pinheiro. Em 1988, surge a primeira feira de franchising, no Fórum Picoas. Nessa altura cria-se a Academia de Franchise e, ainda antes do ínicio dos anos 90, é efetuado o lançamento da primeira revista da especialidade – “O Anuário”.

 Formulário de Contacto

Deixe os seus contactos para receber mais informações.